Pesquisar

M u l t i f a c e t á r i a

Escritos, sons, imagens e outras experiências de Brenda Mars

Gils on Drums Festival será 25 de julho

GirlsonDrumsFestivalBH_cast

Evento criado em 2010 pelo músico (baterista e educador) Joel Jr consolida-se hoje em mais que um sonho – é o maior Festival da América Latina reunindo mulheres bateristas e percussionistas recebe a incrível Vera Figueiredo e as sensações de Minas Amanda Barbosa, Brenda Marques, Ellen War e Izabella Dias.

De longe o mais inusitado, singular e claro, charmoso evento de bateria já idealizado e concretizado no Brasil, Girls On Drums desde sua concepção e primeira edição em Maio de 2010, obteve apoio de músicos, fãs, lojas e marcas renomadas no mercado. Além, claro, das artistas de todo país.

Já foram realizadas cinco edições na cidade natal do evento, Curitiba (2010, 2011, 2012, 2013, 2014), uma edição especial na maior cidade da América Latina, São Paulo, em Novembro de 2012,  outras duas edições especiais, uma em Salvador (Novembro de 2013) e uma em Florianópolis (Novembro de 2014), sempre com público entusiasmado e interativo.

Vale relembrar algumas artistas que já participaram: Nina Pará, Simone Sou, Vera Figueiredo, Jully Lee, Lucy Peart, Nicolle Paes, Pitchu Ferraz, Patrícia Teles, Michelle Abu, Silvana Collagiovanni (Argentina), Biba Meira, Yara Oliveira e Naná Rizinni.

Acreditando na proposta inovadora e moderna do evento marcas nacionais e internacionais de renome têm conferido suporte valioso ao trabalho.

NA PRIMEIRA edição em MG, teremos apresentação de 2 revelações locais Amanda Barbosa e Brenda Marques, além de Ellen War e Izabella Dias e para fechar com chave de outro a excepcional VERA FIGUEIREDO! Além de Sorteios, Brindes e muita informação legal! Não percam!!!

Serviço

O que: Girls On Drums
Quem: Vera Figueiredo, Amanda Barbosa, Brenda Marques, Ellen War e Izabella Dias
Quando: 25 de julho de 2019 – 19 horas
Onde: A Autêntica – Rua Alagoas, 1172 – Savassi – BHZ – MG
Quanto: 30$ Antecipado / 40$ Portaria
Venda Antecipada n’ A Autêntica de segunda à sexta, de 11h às 14h, ou através do site:

Link direto de ingressos no Sympla para o Festival:

https://www.sympla.com.br/girls-on-drums-festival__557967

GirlsOnDrums2
Anúncios

Flip começa nesta quarta-feira 10 de julho e traz protagonismo feminino

 

Esta semana começa em Paraty a Flip – a maior festa literária internacional realizada no Brasil e estarei lá junto com Irislene Morato  ministrando a palestra “O protagonismo feminino na literatura”, na sexta-feira, 12 de julho, às 15 horas. 

Todos os dias meus livros estarão expostos e à venda no espaço da Helvetia editora, na rua da Lapa 375, centro histórico de Paraty e do consulado da Suíça.
Celebraremos a Babel dos nossos tempos!

Confira programação:

O protagonismo feminino na literatura

Também estaremos autografando nos dias 13 e 14. Os meus cinco livros autorais já estarão disponíveis para venda de 10 a 14 de julho. Confira os títulos. Quem não for a FLIP, pode entrar em contato por e-mail
brendajornalista@gmail.com, whatsapp (31) 988119469 ou pelas redes sociais:

instagram.com/brendamarquespena
facebook.com/brendamarquespena

Escute também os poemas sonoros de Tsunâmica e uma entrevista gravada na rádio da Facha em soundclound.com/brenda-marques-pena

 

Exposição Convergências com Mesa Redonda e Oficina de Poesia Visual será realizada esta semana em BH

A Biblioteca Pública Estadual de Minas Gerais abrirá em seu espaço expositivo Passarela Cultural em 13 de junho de 2019 a exposição individual “CONVERGÊNCIAS | A Poesia Visual de Tchello d’Barros” em sua 17ª itinerância, desta vez com curadoria de Brenda Mar(que)s Pena. A programação inicia as 19 h na Sala de Cursos c/ a mesa-redonda Poesia

Visual Contemporânea, onde o artista e a curadora debaterão o tema com os convidados: Carlos Barroso, jornalista e poeta e Iara Abreu, artista plástica, seguida de coquetel com abertura da mostra e lançamento do livro de poemas Cataclísmica, de Tchello d’Barros. E nos dias 15 e 16 de junho, de 14h30 às 19h30 será ministrada oficina de Poesia Visual com o artista, no espaço do Coletivo Contorno, escritório criativo sede do Instituto Imersão Latina, localizado à avenida do Contorno 4640, sala 701, bairro Funcionários. Serão duas turmas de 10 alunos no máximo, com inscrições prévias presencialmente no dia da abertura da exposição, pelo e-mail imersao@imersaolatina.com ou pelo whatsapp (31) 98811-9469 . Ao se inscrever informar se pretende fazer a oficina no sábado ou no domingo. O pagamento da inscrição pode ser feito presencialmente no dia da exposição ou por depósito bancário no BANCO DO BRASIL -Agência 3014-7 –  conta-corrente: 135533-3, em nome do Instituto Imersão Latina – CNPJ: 11.861.797/0001-38.

A EXPOSIÇÃO

“Convergências” é um projeto multimídia que apresenta a produção em Poesia Visual de Tchello d’Barros em diversos suportes como Livro, Blog, Vídeo, Instalação, Internet, Projeções em espaços públicos e esta exposição física, cuja itinerância por capitais brasileiras já passou por 17 instituições culturais em 10 Estados, por enquanto. A mostra apresenta uma seleção retrospectiva de trabalhos criados ao longo de duas décadas, com poemas visuais em imagens gráficas em P&B, impressas digitalmente em chapas de PVC, não comercializáveis, abordando temas sociais, políticos, relações humanas e do cotidiano brasileiro.

DEPOIMENTO DO AUTOR

“Considero o recurso do poema visual uma linguagem adequada para tratar de temas sempre contemporâneos (vida social, fé, amor, sexo, relações humanas dicotomias do cotidiano etc) de interesse geral da sociedade. Para além das questões da forma, ou do desenho, há esse instigante desafio de dialogar com outras linguagens, como a poesia, as artes gráficas, a colagem, a infogravura. E, continuo adotando a estratégia de levar ao público as imagens que crio, no formato de exposições físicas, presenciais, o que permite um contato maior com as pessoas, que em geral, em nosso país ainda conhecem pouco dessa modalidade de expressão plástica e ao mesmo tempo literária, tão praticada atualmente em todos os continentes. E essa mostra não poderia deixar de ser apresentada numa biblioteca, que é sempre meu espaço preferido e de visita obrigatória em todas as cidades que percorro em nosso Brasil.” Tchello d’Barros

TEXTO CRÍTICO

CONVERGÊNCIAS EM BELO HORIZONTE

Que metáforas do cotidiano os poema visuais de Tchello d’Barros trazem? Por quais espaços o traço visual caminha para se transformar em uma poética que transmite a outros seus sentidos? É possível não ser tocado por poemas visuais expostos lado a lado como sinais de um tempo contínuo? E se ele até escapar aos olhos de quem vai a exposição para ser
visto também pelos que passam pelas calçadas de uma Belo Horizonte, podendo escapar do olhar de quem passa correndo, mas atraindo a atenção de andarilhos, pessoas em situação de rua e os que se permitem a dar uma pausa nesse frenético tempo das telas conectadas.

Esta exposição individual retrospectiva intitulada “Convergências”, que neste junho de 2019 chega ao espaço da Biblioteca Pública Estadual de Minas Gerais sempre traz novas criações e segue itinerante por vários lugares. Já passou por João Pessoa, Maceió, Porto Alegre, Belém, Blumenau, Rio de Janeiro, Vitória, Belo Horizonte, Salvador e Brasília, por
diferentes espaços e em maio esteve na Sérvia.

O que há de novo no espaço? Sempre se agregam novos poemas visuais e ela assim se faz em processo contínuo, pois as convergências continuam confluindo no tempo e no espaço.

O multiartista Tchello d’Barros tem na poesia visual sua principal referência de trabalho e pesquisa, tendo sua obra já referenciada inclusive em mais de 10 livros didáticos e é importante ressaltarmos a importância da educação para a poesia, que se faz tão necessária como estudo de linguagem desse tempo contemporâneo. Se não nos permitirmos pausas jamais teremos tempo para que a poesia nos penetre o olhar para então tocar outros sentidos.

E aos que se permitirem olhar, que busquem suas convergências, quais as obras mais lhe atraem e as que repelem por trazerem duras críticas à realidade sociocultural do nosso pais, como PARLAMENTARES PARALAMENTARES… Cabe a cada um que passa pela rua e olha, quem resolve entrar e ver mais de perto e aos que apreciam de fato e virão para ver de perto esses poemas visuais que já passaram por tantos lugares, mas que nesta hora nos convidam a apreciá-los, como um bom pão-de-queijo com café.

Brenda Marques Pena
Curadora, Jornalista e Produtora Cultural
Belo Horizonte (MG)

SOBRE O AUTOR

O artista multimídia Tchello d’Barros (SC) mantém uma densa relação com o meio artístico em Minas Gerais, seja participando com textos em publicações como Nós da Poesia, Muro dos Poetas, Antologia 32 ou participando com poemas visuais de eventos como o Psiu Poético, exposições em galerias e do Museu da Poesia, ou ainda realizando curadorias para a semana literária I-Poema, entre outras ações em cidades mineiras, como as visitas acadêmicas à Inhotim.

Dedica-se desde 1993 às linguagens das Artes Visuais, Literatura e Cinema. Nasceu na pequena Brunópolis (SC), residiu em 15 cidades no Brasil, tendo produzido sua obra em Blumenau (onde iniciou a carreira), Maceió, Belém e Rio de Janeiro, onde vive, após ter percorrido 20 países em constantes atividades culturais. Eventualmente ministra oficinas e palestras, participando também de mesas-redondas, júris, editorias, curadorias, saraus e diversas atividades culturais no Brasil e exterior. Após participar de cerca de 150 exposições e ter trabalhos publicados em mais de 50 livros, têm se dedicado a popularizar a Poesia Visual, itinerando com a mostra “Convergências”, que apresenta algumas das obras do autor que vem sendo usadas como referência em livros didáticos de distribuição nacional.

SERVIÇO
Evento: Exposição de Poesia Visual ‘‘Convergências’’
c/ mesa-redonda e sessão de autógrafos
Quem: Escritor e artista visual Tchello d’Barros (SC)
Abertura: 13.Jun.2019 às 19 h

Visitação: 14.Jun à 09.Jul.2019
Seg. à sexta: 08 – 18 h / Sáb: 08 – 12 h
Local: Biblioteca Pública Estadual Professor Francisco Iglesias
Rua da Bahia, 1889 – 2º Piso – Sala de Cursos e Passarela Cultural
Praça da Liberdade, 21 – Funcionários. Belo Horizonte (MG)
Curadoria: Brenda Mar(que)s Pena (MG)
Ingresso: Entrada Franca

CONTATOS:
Contato c/ Brenda Mar(que)s Pena (MG)
Curadora da exposição
(31) 98811 9469
brendajornalista@gmail.com
brendamars.wordpress.com
Belo Horizonte (MG)

Contato c/ Tchello d’Barros
Artista expositor
(21) 9 8354 1978 tchellodbarros@yahoo.com.br
tchellodbarros.wordpress.com
Rio de Janeiro (RJ)

Contato c/ Biblioteca Pública Estadual de Minas Gerais
(31) 3269-1166
http://www.bibliotecapublica.mg.gov.br
Belo Horizonte (MG)

Girls on Drums 2019 será em BH

GirlsonDrumsFestivalBHGirlsonDrumsFestivalBH1

Nossa próxima baterista do cast mora em BH, onde toca com bandas autorais bem conhecidas na região e também atua na área de artes em geral, como poesia e experimentos sonoros. Baterista de mão cheia, poderia dizer que chega a ser “abusada” no quesito talento! Opa!!! Abusada?! Olha aí a dica/referência para saber quem é a nossa baterista!👏🏻😉😍 #gilrsondrums #drummergirl#mulheresnabatera #festival #drums

Conheça um pouco do meu trabalho como baterista nesse minidoc feito por Beto Ferris.

Novidades no Soundclound

Brenda1_GOD2019Enquanto liberam armas, já tenho as minhas! Baquetas na mão, o corpo e a voz, para tocar, gritar, falar, poetar….”Mulher muda não muda nada”, como já dizia em o Ritual da Mulher Poliglota e agora digo em Tsunâmica “As mulheres como muitas águas, quando se juntam ficam poderosas…Nasci um dia mulher e transfigurei poética na luta, hoje deságuo em um poema processo….

Convido para acompanharem no https://soundcloud.com/brenda-marques-pena

O meu novo livro Tsunâmica, lançado pela Sangre Editorial está à venda online no: https://pag.ae/7UN-CMncH

Foto por Beto Ferris

 

“Tsunâmica” no Terça ConVerso

Brenda Marques Pena performa e autografa “Tsunâmica”, seu novo livro no Terça ConVerso, no Rio de Janeiro.

A escritora-performer-musicista mineira Brenda Mar(que)s Pena – referência internacional em Poesia Sonora/Sound Poetry – de Belo Horizonte (MG) autografará seu novo livro de poemas, “Tsunâmica”, no tradicional evento Terça ConVerso, realizado pelo grupo literário Poesia Simplesmente, no Teatro Gláucio Gill, em Copacabana – 30.Abr.2019, as 18:30 h. Na ocasião, a artista multimídia apresentará a performance “Tsunâmica”, fundamentada na tradição da Poesia Sonora. A performance e a sessão de autógrafos integram a programação do evento que conta tb com música e declamação de poemas.

O Livro 

Para a autora, “Tsunâmica” “é um tanto de pulsão, experimentação poética e celebração de um feminismo que mescla sensualidade, luta e vida em seu estado mais bruto”. De acordo com a editora Sangre Editorial, de Buenos Aires, o livro integra a Coleção 32 formada por obras contemporâneas de poetas da América do Sul, em edições feitas à mão, costuradas e numeradas um a um, e sobre o livro desta escritora-performer-musiccista: “são versos onde o eu lírico se expõe nua e cruamente, não apenas no papel, mas também na poesia sonora proposta pela autora, que gravou parte dos textos no intuito de torná-los ainda mais acessíveis.”

A Autora

BRENDA MAR(QUE)S PENA é uma artista multifacetada: escritora, jornalista, fotógrafa, baterista e produtora cultural. Nasceu e vive em Belo Horizonte (MG), onde trabalha na Rede Minas Cultural e Educativa atualmente como repórter e produtora do Alto-Falante, programa de música exibido em rede pela TV Brasil. Integra o Coletivo Contorno, as bandas Cáustica e Ablusadas, o grupo Corpo Língua de performance cênica e o núcleo de pesquisa em dramaturgia do Galpão Cine Horto. Atualmente pré-doutoranda, é Mestre em Estudos Literários pela Universidade Federal de Minas Gerais – UFMG, cursando a disciplinas na área de Poéticas e Políticas no doutorado, do programa de pós-gradução em Linguagens do CEFET-MG. É fundadora do Instituto Imersão Latina (IMEL), que faz parte das redes Facción Latina, Ciranda Brasil e Fórum Nacional de Democratização da Comunicação. Representante do Movimento Cultural Abrace, com sede no Uruguai e membro fundadora do Círculo de Narradores y Poetas del Mercosur. Diretora da Associação de Jornalistas e Escritoras do Brasil, em Minas Gerais – AJEB-MG. Autora dos livros:  Tsunâmica (Sangre Editorial, 2019) Manos Pulsantes (O Lutador, 2017), DESnaturalizados (Editora Saramandaia, 2016), Poesia Sonora – História e Desdobramentos de uma Vanguarda Poética (Editora Tradição Planalto, 2009), Utopias Possíveis: Imersão Latina: 10 anos (O Lutador, 2015) e organizadora das antologias do coletivo Nós da Poesia, atualmente na sexta edição. Seus poemas, contos, crônicas e ensaios foram publicados em diversas antologias nacionais e internacionais. Acadêmica correspondente da Real Academia de Letras, cadeira 12: Lygia Clark (patronesse). Participa de Bienais do Livro e feiras literárias internacionais desde 2000. Apresentou performances poéticas no Brasil, Cuba, Estados Unidos, França e Argentina. E como pesquisadora no Chile, Venezuela e Dakar (África). Prêmios: Excelência Cultural ABD 70 anos – Associação Brasileira de Desenho e Artes Visuais 2014, Troféu Liberdade de Expressão Literarte 2015, Troféu Elizabeth Kinga: Melhores do Ano 2015 de Excelência em Gestão Cultural.

 :::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

Serviço:
 

Apresentação do livro “Tsunâmica” de Brenda Marques Pena

Data: 30 de abril de 2019

Local: Teatro Gláucio Gill. Praça Cardeal Arcoverde, S/N

           Copacabana. Rio de Janeiro (RJ)                                                                                      

Horário: 18:30 às 21h

Ingresso no evento Terça ConVerso: R$ 10,00

Preço do livro: R$ 30,00
Vendas online: https://pag.ae/7UN-CMncH
:::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

Contato c/ a autora:

Brenda Marques Pena
Escritora, Jornalista e produtora cultural

brendajornalista@gmail.com
brendamars.wordpress.com

23 de abril – dia mundial do livro

diamundialdolivro2

Amanhã é dia mundial do livro e falarei por dez minutos na rádio América às 9h15 sobre a importância da leitura. Dá para ouvir online no: http://radioamerica.arquidiocesebh.org.br/no-ar/

Minha relação com a leitura começou ainda criança quando minha mãe me apresentou livros naquelas bibliotecas que eram itinerantes e passavam pelos bairros, ali ela ia lendo para mim até eu ser alfabetizada e dar conta de ler sozinha. Leio muito com minha filha hoje e vou com ela em projetos como o Santa Leitura – uma biblioteca a Céu Aberto, organizado pela Estela Cruzmel, que é minha colega de AJEB-MG (Associação de Jornalistas e Escritoras do Brasil, em Minas Gerais).

Agora minha vida como escritora, começou aos 12 anos, quando comecei a dar luz aos primeiros poemas, contos e crônicas. É como Monteiro Lobato escreveu “Quem escreve um livro cria um castelo, quem o lê mora nele”. Até o momento já criei cinco castelos – livros que escrevi e lancei até o momento, o último Tsunâmica, que estou lançando este mês pela Sangre Editorial, a primeira apresentação dele aos leitores foi dia 13 na Biblioteca Pública Estadual e no próximo dia 30 de abril estarei no Rio de Janeiro pelo projeto Terça ConVerso do grupo Poesia Simplesmente.

Entre minhas leituras gosto muito dos três escritores que são homenageados neste dia 23 de abril, afinal neste mesmo dia nasceu em (1564) e a morreu em (1616) William Shakespeare (que escreveu várias obras, principalmente para teatro, sendo a mais famosa Romeu e Julieta; morreu também em (1616) Miguel de Cervantes (autor de Dom Quixote de la Macha)   e o nasceu também em 1899, de Vladimir Nabokov, autor do clássico “Lolita”. São clássicos que vale mergulhar cada dia…vale à pena reler várias vezes esses autores e seus livros. Amo tanto literatura que acabei fazendo um mestrado em Estudos Literários na UFMG que concluí em 2007 e não paro de ler e escrever, afinal, quem fica parado é estante, literatura precisa circular!  Vou sempre à bienais e outros eventos literários pelo Brasil e mundo afora, onde tenho muito participado como autora e pesquisadora.

Em homenagem a Nobokov, compartilho um dos contos do meu livro (DES)naturalizados:

Sente-se na grama!

lolita

— Venha! – disse o verde vistoso da grama aos olhos de Lia que admiravam a sua natureza volátil, a exalar o cheiro de mata molhada.

Assim, aceitou o convite para ventilar as ideais e sentou-se, tirou um livro da bolsa e começou a ler o capítulo mais curto de Lolita de Nabokov. E em cada palavra lida, sentiu-se como uma colegial a desfrutar de um momento fugaz.

Quando terminou a leitura, fechou o livro e olhou admirada ao seu redor, descrente de que tinha aceitado o convite da gramínea. Então tirou seus sapatos e deixou a grama massagear seus pés descalços. Naquele instante, em um momento ínfimo de plenitude, descobriu os segredos da tranquilidade.

— Venha! – disse o vento suave, que se tivesse sabor, como seria doce!

Ah!!! Se naquele instante Lia pudesse se desviar de olhares que passavam aleatoriamente debaixo da árvore que lhe acolheu com sua sombra, ela certamente se colocaria nua, ali mesmo, desfrutando de um naturalismo pleno! Mas foi assim, ainda vestida, que Lia sentiu seu corpo mesclar-se com a vegetação, por alguns minutos eternos.

— Vamos! – disse a vida e seus amores, que ao invés da calmaria da paisagem, provocaram-lhe tufões de paixões intensas.

BRENDA MAR(QUE)S PENA (Belo Horizonte – MG)
Brenda_desnaturalizados_porRaul
Lançamento de DESnaturalizados na Casa del Escritor Uruguaya (por Raúl Landino)
Multifacetada: Escritora, jornalista, mestre em Literatura pela UFMG, fotógrafa, baterista, percussionista e tradutora poliglota. Autora de Poesia Sonora: histórias e desdobramentos de uma vanguarda poética; Utopias Possíveis;  Desnaturalizados e Tsunâmica. Tem textos publicados em mais de 60 antologias nacionais e internacionais. É editora de texto, produtora e repórter da Rede Minas de Televisão, Membro-fundadora do IMEL – Instituto Imersão Latina, da AJEB-MG e do Círculo de Poetas e Narradores do Mercosul.

http://radioamerica.arquidiocesebh.org.br/no-ar

Dia Mundial do Livro - bibliotecas x bancos

 

 

Tsunâmica é destaque no Agenda e está disponível para venda online

Você já se sentiu no meio de um Tsunami? Como se as ideias fossem uma grande onda tomando tudo que vem pela frente? O tempo…as histórias…a memória…depois do turbilhão, o que resta?  Entre um emaranhado de livros literários, nasce Tsunâmica, que sai pela Sangre Editorial.

Pra quem é mais de youtube que outras redes, compartilho matéria que a equipe do programa Agenda fez comigo sobre o lançamento de Tsunâmica.

Ainda não tem um exemplar de Tsunâmica? Corra e adquira o seu, pois são poucos disponíveis. Os livros são produzidos artesanalmente em Buenos Aires.

Dá pra comprar online por este link: https://pag.ae/7UN-CMncH

Agenda de lançamentos:

30 de abril 18h30 às 21h30
 – Rio de Janeiro – Terça ConVerso – Teatro Glaucio Gil – Copacabana 

Próxima parada de Tsunâmica será no Rio de Janeiro no Terça ConVerso, evento do coletivo Poesia Simplesmente, na noite de 30 de abril, no teatro Glaucio Gil, em Copacabana, com direito a performance com poemas sonoros. Amigos que estão no Rio de Janeiro reservem a data, em breve mais informações.

 

Confirme presença e convide os amigos:
https://www.facebook.com/events/325515564778167/

15 de maio 19 horas – Biblioteca Pública do Estado de Minas Gerais
(lançamento coletivo de livros da Sangre Editorial)

Escute alguns poemas sonoros gravados em: https://recantodasletras.com.br/autores/brenda

Alguns registros do lançamento de Tsunâmica na Biblioteca Pública Estadual de Minas Gerais, 13 de abril de 2019.  Fotos por Leonardo Costaneto

TSUNÂMICA é publicado em parceria com Mulheres Emergentes e Sangre Editorial


LançamentoTsunâmica_SangreEditorial

O lançamento será sábado dia 13/04, de 9h às 12h, no anexo da Biblioteca Pública Estadual, no Circuito Cultural da Praça da Liberdade, em Belo Horizonte. Na programação, café da manhã, autógrafo, poemas sonoros gravados que tornam a obra acessível também para pessoas com deficiência visual.

DançaGileCida_porBrendaMarques (38)Os bailarinos Gilberto Assis e Aparecida Ramalho farão a intervenção cênica “Rosas Vermelhas” durante o lançamento. Foto: Brenda Marques.

Segundo a autora Brenda Marques, Tsunâmica é um tanto de pulsão, experimentação poética e de celebração de um feminismo que mescla sensualidade, luta e vivência, afinal “As mulheres como muitas águas quando se juntam ficam poderosas”…
“Tsunâmica nasce um dia mulher, transfigura poética na lutam em estado líquido vira Tsunami, Deságua em um poema processo…segue intensa seu percurso…

MULHER
I
O                   

Trata-se de um livro costurado às mãos, feito artesanalmente na Argentina, pela Sangre Editorial. A proposta da coleção 32 é que escritores e escritoras se encontrem na literatura e que leitores atravessem juntos esses textos cheios de amor, política, memória e identidade.

Parceria com a Sangre Editorial para publicação de autoras

O selo Mulheres Emergentes se uniu a Sangre Editorial, para fazer um coleção de livros de escritoras brasileiras. A publicação é artesanal e foi produzida na Argentina, em uma cooperação entre autores e editoras independentes. No dia 23 de março foi o lançamento coletivo de livros de várias autoras, entre elas: Lyslei Nascimento, Vera Casa Nova, Tânia Diniz, Brenda Marques e Branca Maria de Paula, que teve parte de sua obra censurada durante o regime militar, só para citar alguns nomes.

A Sangre Editorial é uma editora mineiro-portenha focada no apoio a autores independentes do Brasil e do exterior, sendo toda sua diagramação e impressão realizada em Buenos Aires. Já reúne mais de 70 autores de cinco regiões do Brasil, em três continentes e sete países promovendo a integração latino-americana por meio da cultura literária.

Além da Coleção 32 com Mulheres Emergentes será lançado este ano também a 32 Latinoamérica, em parceria com o Instituto Imersão Latina para publicar autores de paíse da América Latina.

Os interessados podem acessar imersaolatina.com para saber como participar e também entrar em contato pelo e-mail imersao@imersaolatina.com.
Para saber mais sobre Mulheres Emergentes, acesse: mulheresemergentes.com

A AUTORA

BRENDA MAR(QUE)S PENA é uma artista multifacetada: escritora, jornalista, fotógrafa, baterista e produtora cultural. Nasceu e vive em Belo Horizonte (MG), onde trabalha na Rede Minas Cultural e Educativa atualmente como repórter e produtora do Alto-Falante, programa de música exibido em rede pela TV Brasil. Integra o Coletivo Contorno, as bandas Cáustica e Ablusadas, o grupo Corpo Língua de performance cênica e o núcleo de pesquisa em dramaturgia do Galpão Cine Horto. Atualmente pré-doutoranda, é Mestre em Estudos Literários pela Universidade Federal de Minas Gerais – UFMG, cursando disciplinas na área de Poéticas e Políticas no doutorado, do programa de pós-gradução em Linguagens do CEFET-MG. É fundadora do Instituto Imersão Latina (IMEL), que faz parte das redes Facción Latina, Ciranda Brasil e Fórum Nacional de Democratização da Comunicação. Representante do Movimento Cultural Abrace, com sede no Uruguai e membro fundadora do Círculo de Narradores y Poetas del Mercosur. Diretora da Associação de Jornalistas e Escritoras do Brasil, em Minas Gerais – AJEB-MG. Autora dos livros: Tsunâmica (Sangre Editorial, 2019) Manos Pulsantes (O Lutador, 2017), DESnaturalizados (Editora Saramandaia, 2016), Poesia Sonora – História e Desdobramentos de uma Vanguarda Poética (Editora Tradição Planalto, 2009), Utopias Possíveis: Imersão Latina: 10 anos (O Lutador, 2015) e organizadora das antologias do coletivo Nós da Poesia, atualmente na sexta edição. Seus poemas, contos, crônicas e ensaios foram publicados em diversas antologias nacionais e internacionais. Acadêmica correspondente da Real Academia de Letras, cadeira 12: Lygia Clark (patronesse). Participa de Bienais do Livro e feiras literárias internacionais desde 2000. Apresentou performances poéticas no Brasil, Cuba, Estados Unidos, França e Argentina. E como pesquisadora no Chile, Venezuela e Dakar (África). Prêmios: Excelência Cultural ABD 70 anos – Associação Brasileira de Desenho e Artes Visuais 2014, Troféu Liberdade de Expressão Literarte 2015, Troféu Elizabeth Kinga: Melhores do Ano 2015 de Excelência em Gestão Cultural.

Serviço:
Lançamento de Tsunâmica
13/04 – 9h às 12h
Local: Anexo da Biblioteca Pública Estadual
Circuito Cultural Praça da Liberdade, em Belo Horizonte
Valor do livro: R$ 30,00

Site no WordPress.com.

EM CIMA ↑