Com o Cetro: Brenda Mars
Quadro para profissionais da Cultura Brasileira com perguntas fixas elaboradas por João Lenjob inspirado no Livro Entrevistas de Clarice Lispector. Outros Profissionais com o Cetro.

Brenda Mar(que)s Pena: mineira, jornalista, poetisa, gestora cultural, fotógrafa e baterista

Você critica seus próprios trabalhos?

Como poetisa escrevo bastante e há aqueles trabalhos que deixo mofar, são praticamente comidos pelas teias de aranha, que odeio a princípio, mas podem depois de abandonados serem redescobertos e virarem matéria prima para outros desdobramentos. Agora aprendi a criar em processo, então sei que algo jamais está pronto completamente e isso ajuda a arriscar mais. Em arte é necessário colocar a cara a tapa muitas vezes.

O que é o amor?

O amor é a pulsão de vida. Algo que milhões de escritores, músicos e artistas diversos procuraram expressar, mas que muitas vezes não cabe em qualquer sentença ou obra de arte. Trata-se do dom supremo capaz de transformar qualquer ser humano. Os gregos tinham três palavras para o amor: Philos (amor de irmão e amigo), Ágape (amor incondicional – de mãe e divino), Eros (o amor erótico). Neste caso seria necessário refazer a pergunta: o que são os amores. Para mim amor tem que vir sempre no plural.

As conquistas interferem na vida pessoal?

E como! Quem tem objetivos claros acaba sacrificando a vida pessoal. Chegar no equilíbrio é difícil. Como o tempo vai ficando restrito para quem tem muitos projetos, aprendi a aprender a ter qualidade de tempo e perceber o sintomas do corpo. Ele reclama quando dedico-me ao trabalho além dos limites.

Qual o maior momento da carreira?

Estou sempre em busca do maior momento da carreira, acho que isto que me instiga a trabalhar mais e buscar sempre aprimorar, mas tenho alguns marcos: o primeiro livro publicado, tocar para mais de mil pessoas, ser convidada a performar em Paris e Chicago. Agora o maior momento sempre é o encontro com parceiros das artes, estes são inesquecíveis e o que realmente importa.

Quando você sabe que vai dar certo algum trabalho?

Apenas se acredita. O medo de errar e a ansiedade só atrapalham, prefiro acreditar que os processos sempre valem a pena e não me preocupo só com resultados finais.

Como você acha que o Castelo pode ser exemplar ou inspirador através da sua pessoa?

Descobri recentemente que o Castelo da Pena era o lugar onde Byron, o ícone do romantismo exacerbado da literatura escreveu boa parte de sua obra. Os Castelos sempre inspiram, mas quando há pessoas ilustres neles. Espero portanto inspirar algumas pessoas com meu trabalho.

O seu trabalho é a coisa mais importante de sua vida?

O mais importante para mim é viver com paixão e considero que o trabalho acaba abrangendo todas as áreas da vida, por isso trata-se de algo crucial em que dedico a maior parte do tempo.

O que você mais deseja atualmente?

Desejo permanecer no desejo, pois este é impulso necessário para que a busca continue.

Como as pessoas podem interferir no seu trabalho?

Trabalho com processos abertos, principalmente na performance a interferência das pessoas é permanente. Não deixarei de fazer algo que acredito por críticas, mas valorizo muito a troca de conhecimentos e isso acaba provocando mudanças.

Quais os profissionais da arte, moda, esportes, educação, saúde e afins você mais admira pela natureza profissional e pessoal?

Admiro tantos artistas e pessoas, mas ainda gosto mais dos mitos e por acreditar que precisamos de um novo mito para nosso tempo, criei “O ritual da mulher poliglota”. Admiro muito Lygia Clark por ter experimentado muito nas artes. Foi sem dúvida uma grande propositora, como ela mesmo denominava o seu trabalho, sempre em uma relação dialógica com o público.

Brenda Mars é versátil. Escritora, letrista e musicista, a jovem já foi entrevistada pelo Lenjob no quadro No Panamá do Poeta ao lado de sua Banda Cáustica, de puro rock and roll. Sempre que puder ela ou elas estarão por aqui pois além de nobres, são talentosas e lutadoras. Fazem pela arte: zelam.

Castelo do Poeta
twitter: @castelodopoeta

Entrevista publicada em: http://castelodopoeta.blogspot.com/2011/12/com-o-cetro-brenda-mars.html

Anúncios