Brenda Mars e a poesia do Ritual da Mulher Poliglota na Praça da Repúplica, por Tchello d´Barros

por Jonas Banhos
Mochileiro Tuxaua Cultura Viva

Poetas, poetisas, artistas de Belém e do interior do Estado e até de outros Estados, como a poeta e performer, presidente do Instituto Imersão Latina, Brenda Mar(que)s Pena, encontraram-se nessa bonita e ensolarada manhã de domingo (05/09), na Praça da República em Belém do Pará, para vivenciar um Sarau Matinal Cultural. O mote para o evento, foi o concorrido lançamento do livro Candeeiro do Tempo – Poemas, do escritor, jornalista e ativista Pedro César Batista, no Bar do Parque.

O autor resgata trinta anos de poesias, numa coletânea comprometida com a luta do povo por terra, dignidade, resistência contra a ditadura, o reflorescer da liberdade até chegar à primeira década do século XXI. Para ele, “Candeeiro do Tempo é resistência em defesa da vida, da fraternidade, da solidariedade, da luta engajada e apaixonada pela vida, que busca iluminar as almas e os corações, os olhares, as pessoas para que sejam mais fraternas, mais justas e mais humanas.”
O evento conseguiu atrair a atenção dos que vivem na Praça da República, dos que lá trabalham e dos que por lá passeavam.

Além dos escritores e poetas (alguns também trouxeram seus livros para expor e vender), várias pessoas tomaram coragem e assumiram o microfone da Rádia NossaCasa Amazônia Livre, que cobria ao vivo o evento, e recitaram poesias, compartilharam suas histórias de vida e de luta por um mundo melhor, o que iluminou ainda mais o Sarau, deixando no ar e embaixo das frondosas magueiras ao lado do Teatro da Paz, muita alegria e esperança, afinal:
 
Viver é sonhar
Semear a luz do novo tempo,
onde se possa sempre colher alegria.

(trecho do poema “Luz da Vida”, do livro Candeeiro do Tempo)

Em breve, as fotos e vídeos do evento no blog www.mochileirotuxaua.blogspot.com e no Canal Youtube da NossaCasa http://www.youtube.com/user/NossaCasadeCultura.

Anúncios