Exposição Mulheres Ativistas por Brenda Mars: Matriz, terminal JK, Belo Horizonte, Minas Gerais. Foto da exposição: Ivan Chagas

Esta é a imagem de um dos painéis montados no Matriz, terminal JK, que fazem parte da programação do LadyFest BH, que será no dia 15 de agosto, a partir das 15hs.

O Ladyfest é um festival global de arte e cultura feminista que reúne shows, performances, exibições e exposições artísticas, debates, oficinas e mais.

O primeiro Ladyfest aconteceu na cidade de Olympia, Estados Unidos, em Agosto de 2000. The Gossip, Sleater-Kinney, Cat Power, Sarah Dougher e Neko Case foram algumas das atrações.

Desde sua primeira edição, o evento tem se expandido mundialmente e já contou com versões em Amsterdam, Bélgica, Berlim, Bordeaux, Brooklyn, Cambridge, Chicago, Dublin, Glasgow, Londres, Los Angeles, Madri, Orlando, Texas, Toronto e Nova Zelândia, entre outras.

A primeira edição brasileira aconteceu em 2004, em São Paulo. Sua edição de 2010 reuniu cerca de 10 oficinas e uma banda de peso na história da música feminista, o norte-americano Team Dresch.

Neste ano o festival chega a Belo Horizonte com a proposta de articular bandas, artistas, estudantes, ativistas, meninas e meninos com o objetivo de, através da arte e da expressão política jovem, chamar a atenção para a questão de gênero.

O festival acredita na cultura como forma de desenvolvimento e manifestação política e na importância de despertar em homens em mulheres a inquietação frente ao sexismo. Visa celebrar a arte feita por mulheres e, principalmente, contribuir com revoluções individuais pelas quais passam as mulheres que se afirmam como protagonistas na sociedade.

São todas/os convidadas/os a fazer parte. A unificar e dar sentido coletivo a cada potencialidade; a modificar a sua realidade e fazer acontecer através da arte, da atitude e da expressividade.

Faça parte!

http://ladyfestbh.wordpress.com/

Anúncios