Quem sabe em meio aos tremores de terra e ao horror das mortes olhem para ti, Haiti?

Brenda Mar(que)s Pena
Presidente do Imersão Latina e
Cônsul de Poetas del Mundo

Essa é a pergunta que deixo aos companheiros da América Latina. E já que não é possível recuperar os mortos nesta tragédia, mostre solidariedade aos que sobreviveram.

O sangue das vítimas do terremoto clama por justiça no Haiti. E nós brasileiros no adeus a Zilda Arns, coordenadora internacional da Pastoral da Criança, choramos a perda da médica, natural de Santa Catarina, que dedicou a vida em favor do próximo. Pela importante atuação, Zilda Arns recebeu os prêmios: “Heroína da Saúde Pública das Américas”, concedido pela Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS), em 2002; o Prêmio Social 2005 da Câmara de Comércio Brasil-Espanha; a Medalha “Simón Bolívar”, da Câmara Internacional de Pesquisa e Integração Social, em 2000; o Prêmio Humanitário 1997 do Lions Club Internacional; e, o Prêmio Internacional da OPAS em Administração Sanitária, 1994. (O Globo).

Que nossas memórias sempre recordem de Zilda e aprendam com o exemplo dela.

Belô Poético em solidariedade ao Haiti

Desilhados

Estamos longe de ser
santos ou deuses.
Somos uma ilha
cercada de seres humanos
por todos os lados.
Semelhantes centelhas.
Tolice é ignorar

Rogério Salgado & Virgilene Araújo
(in Tipo Exportação-2004)

Ver os nossos irmãos haitianos comendo biscoitos feitos com barro, manteiga e sal, por não terem nenhum alimento abala qualquer alma poética, a não ser que nessa alma não exista poesia. Por isso é que digo: ficar sensibilizado com o que eles vem vivendo é muito pouco, é preciso ação e ação rápida!

Vocês que realizam movimentos pela paz, que se reúnem em congressos/encontros/simpósios/bienais… onde estão vocês neste momento?

Os estômagos vazios e sedentos não podem esperar mais. Precisamos agir o mais rápido possível!

Todo aquele que fizer a sua doação para as vítimas do Haiti e nos enviar xerox do guia de depósito e um poema (o envio do poema é opcional), será isento da taxa de inscrição para o 6º Belô Poético, dias 15, 16, 17 e 18 de Julho de 2010 e seu poema será exposto no site do Belô Poético. Caixa Postal 836 – Belo Horizonte/MG – Cep 30.161-970 – belopoetico.com

Segue opções de depósitos abaixo:

Os dados da conta para doação são: agência 0647, operação 003, conta: 600-1 em nome do PNUD – Haiti. Não existe valor mínimo ou máximo para as doações. Os depósitos podem ser realizados em toda a rede da Caixa. As doações serão encaminhadas para o Programa Mundial de Alimentação (PMA) da Organização das Nações Unidas (ONU) e para o Escritório das Nações Unidas para a Coordenação de Assistência Humanitária (OCHA, sigla em inglês).

Há diversas maneiras de ajudar as vítimas do terremoto que atingiu o Haiti. A ONG Viva Rio, que atua desde 2004 no país caribenho, também abriu uma conta-corrente para quem quer fazer doações às vítimas. Os dados da conta para doação são: ONG Viva Rio, Banco do Brasil, agência: 1769-8, conta: 5113-8.A ONG brasileira afirma que sua sede em Porto Príncipe, capital do Haiti, está abrigando cerca de 8.000 pessoas que perderam suas casas. Outras informações podem ser obtidas no site da Viva Rio.
A Embaixada do Haiti no Brasil também está recebendo doações em dinheiro. Os depósitos devem ser feitos diretamente em conta-corrente: Os dados são: Banco do Brasil, agência: 1606-3, conta: 91000-7, CNPJ: 04170237/0001-71.
Outra forma de ajudar é por meio da Cruz Vermelha. As doações podem ser feitas pelo site brasileiro da organização. Formulários tanto em espanhol quanto em inglês estão disponíveis no site da Cruz Vermelha para doações. A entidade pede que o usuário informe o valor, dê dados pessoais e outras informações por meio do formulário. Também é possível ajudar o Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV) diretamente: Os dados são: Comitê Internacional da Cruz Vermelha, banco HSBC, agência: 1276, conta: 14526-84, CNPJ: 04359688/0001-51.
Anúncios